O que são momentos gráficos em grafotécnica ?

Compartilhar...

Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn
o que sao momentos graficos em pericia grafotecnica

o que sao momentos graficos em pericia grafotecnica

Se você já precisou contratar um perito grafotécnico ou já teve a oportunidade de ver um laudo pericial grafotécnico deve ter ouvido falar em momentos gráficos. Eles são apenas um dos elementos analisados pelo perito para verificar se uma escrita saiu do punho ou não da pessoa suspeita de tê-la produzido.

Além dos momentos gráficos o perito deve analisar ataques, remates, espaçamentos gráficos, calibre, inclinação axial, velocidade da escrita, habilidade de punho e outros elementos, para somente depois emitir seu parecer.

Baixe Grátis o Guia de Como se Tornar um Perito Grafotécnico

Certo, mas como, na prática isso é feito ?

Como é feita a Perícia Grafotécnica

A perícia grafotécnica (ou perícia de assinatura como é muito conhecida) é feita por confrontação. Ela é feita para se aferir se uma escrita (geralmente é uma assinatura) suspeita foi feita ou não por uma determinada pessoa suspeita.

O procedimento consiste em confrontar esta escrita sob suspeita com outras escritas tido como autênticas desta pessoa em investigação, ou seja, outras escritas que foram “com certeza” produzidas por esta pessoa sob investigação.

Se for o caso de uma assinatura, que é o mais comum, o perito então deverá fazer diligências em cartórios e bancos, por exemplo, em busca de assinaturas autênticas para poder confrontar com a assinatura que está periciando. Além disso o perito deverá intimar a pessoa investigada a comparecer em determinado local e horário (geralmente na vara judicial em que o processo está tramitando) para colher assinaturas em um auto de colheita de padrão.

Aliás, vale aqui esclarecer: o documento com a escrita a ser periciada é chamada de Peça Questionada e os documentos com assinatura autêntica da pessoa que serão confrontados com a peça questionada são chamados de Padrões de Confronto.

curso de perito grafotécnico

Pois bem, uma vez de posse da peça questionada e dos padrões de confronto, o perito grafotécnico deverá fazer os exames grafoscópicos em cada uma delas, anotando os resultados.

Ou seja, suponhamos que o perito inicie com o exame de ataques e remates. Então ele deverá fazer este exame na peça questionada e anotar o resultado. Suponhamos que, depois de concluir o exame de ataques e remates, ele obtenha como resultado que a escrita questionada foi produzida com predominância de ataque apoiado, que é um tipo de ataque onde a pessoa apoia o instrumento escritor no suporte para depois iniciar o lançamento caligráfico, e remate em fuga. Pois bem, ele deve anotar estes resultados.

Em seguida o perito deve fazer este exame de ataque e remate em cada um dos padrões que confronto (mais um vez, os padrões de confronto são as escritas autênticas da pessoa investigada) e anotar os resultados. Suponhamos que depois de aplicados estes exames o perito constate que os padrões foram produzidos também em sua predominância de ataques apoiados e remates em fuga.

Pois bem, o perito deve agora confrontar os resultados deste exame de ataques e remates feito na peça questionada com os resultados do exame feito nos padrões. Como podemos constatar os exames tiveram o mesmo resultado, ou seja, tanto na peça questionada como nos padrões de confronto as escritas foram feitas com ataque apoiado e remate em fuga. Isso significa que as escritas tem um ponto de convergência para ataques e remates.

Pois bem, o perito deve então fazer os demais exames grafotécnicos como espaçamento, calibre, momentos gráficos, etc e, ao final, confrontar os resultados para saber se há um maior número de convergência ou divergência entre os resultados.

Se o perito constatar um maior número de convergências significa que a escrita questionada (aquela colocada na Peça Questionada) saiu do punho da pessoa investigada, ou seja, é verdadeira!

O contrário, ou seja, se constatar que há um maior número de divergências, então a assinatura questionada não fora produzida pela pessoa investigada e, portanto é falsa.

Baixe Grátis o Guia de Como se Tornar um Perito Grafotécnico

Simples assim!

Como pode notar a perícia grafotécnica é bem simples. Ela até é trabalhosa, pois demanda de muita atenção do perito, mas é bem simples quanto ao procedimento.

Bem, explicado como é feita a perícia grafotécnica faltou explicar o que são os momentos gráficos.

O que são momentos gráficos

Momento gráfico é o grupo de traços num só jato gráfico, ou seja, sem que o instrumento escritor (como caneta, por exemplo) seja levantado do suporte (como papel, por exemplo).

Cada vez que levantamos a caneta do papel, temos um momento gráfico.

Para entender melhor, vamos analisar a palavra “Marta” abaixo:

momento grafico em grafotecnica

Você sabe dizer em quantos momentos ela foi feita ?

Basta analisar toda vez que a caneta deixou de tocar o papel.

Se olharmos bem, vemos que a primeira vez que a caneta deixa de tocar o papel é quanto o escritor finaliza o “r”. Então aí temos um momento gráfico: o “mar” é um momento gráfico.

Logo em seguida o escritor faz a haste do t e novamente retira o instrumento escritor do papel; aí então temos um segundo momento: a haste do t

O terceiro momento é o corte do “t”

E por fim temos um quarto momento que é a letra “a”

momentos graficos em grafotecnica

Portanto a palavra Marta, neste exemplo, foi feita em 4 momentos gráficos por este escritor, sendo:

  • O primeiro da palavra “mar”
  • O segundo da haste do “t”
  • O terceiro do corte do “t”
  • E o quarto momento da palavra “a”

Simples, não é ?

Como disse, a perícia grafotécnica é trabalhosa, mas muito simples de fazer!

Agora se souber o quanto ganha um perito grafotécnico para fazer este tipo de perícia certamente verá que o trabalho compensa e muito!

Quanto ganha o perito grafotécnico

O perito grafotécnico não tem salário fixo, seu ganho é por serviço executado, ou seja, ele ganha por cada perícia grafotécnica que faz.

Na iniciativa privada uma perícia de assinatura simples (aquelas em que a pessoa escreve o próprio nome) não sai por menos de R$ 2.500, ou seja, o perito ganha R$ 2.500,00 por uma única perícia. Isso é muito mais do que a maioria da população ganha em um mês todo de trabalho!

Faça as contas: se você, como perito grafotécnico, fizer apenas 2 perícias por semana, poderá ter um ganho de R$ 5.000,oo por semana ou R$ 20.000,00 por mês!

curso de perito grafotécnico

Fantástico, não ?

E se eu te disser que estes ganhos podem ser muito maiores ? Pois pode e muito!

Entenda: a mesma perícia, se for dentro de um processo judicial, você ganhará até R$ 4.000,00 por assinatura! Sei que já deve estar fazendo as contas… sem fizer 2 perícias por semana a R$ 4.000,00 cada seus ganhos mensais serão de R$ 32.000,00!

Veja estas decisões do judiciário:

honorários periciais

honorários periciais

honorários periciais

Exatamente! Você, trabalhando para um juiz, poderá ganhar até R$ 32.000,00 por mês!

E sabe o que é melhor nesta profissão ?

Como perito você pode atuar em diversas frentes, ou seja, o campo de atuação é muito grande, veja:

checkPoderá atuar na iniciativa privada, fazendo perícias para bancos, corretoras de valores, cartórios, Inss (comprovar tempo de serviço para aposentadoria) e empresas de todos seguimentos;

checkPoderá atuar na esfera judicial como perito judicial, trabalhando para um juiz;

check

Poderá atuar na esfera judicial como assistente técnico (é o perito da parte, que acompanhará a perícia feita pelo perito judicial), trabalhando para uma das partes do processo;

Como viu você poderá atuar em diferentes frentes de atuação.

E mais, esta profissão é muito pouco conhecida e, por isso, tem poucos profissionais na ativa. Ou seja, faltam profissionais e sobram oportunidades!

Ainda pensando se deve ou não se tornar um perito grafotécnico ?

Então decida-se de uma vez: você não precisa largar sua atividade atual para atuar como um perito grafotécnico, aliás eu recomendo fortemente que não faça isso até que comece a faturar na nova atividade.

Você pode exercer a profissão de perito nas horas vagas, em paralelo com sua atividade atual.

Minha recomendação é que comece a exercer a profissão de perito desta forma (em paralelo com a sua atividade atual) até conseguir um certo “nome” no mercado.

Depois que tiver conquistado seu espaço no mercado aí sim poderá, caso prefira, se dedicar integralmente à profissão de perito grafotécnico.

Torne-se hoje mesmo um perito em uma das áreas mais promissoras e que mais bem remunera seus profissionais!

Veja o que saiu na mídia:

profissoes em alta 2019

quais profissoes estao em alta daqui a 5 anos

profissoes mais procuradas no mercado de trabalho

profissoes em alta no futuro

Torne-se hoje mesmo um Perito Grafotécnico!

Veja aqui as principais vantagens desta profissão incrível que pode lhe proporcionar tudo que sempre sonhou:

check excelentes ganhos

check falta de profissionais

check possibilidade de exercer a atividade nas horas vagas

check possibilidade de ter outra atividade em paralelo

check facilidade para se formar

check rapidez para se formar

check baixo investimento para se formar: curso muito barato

Torne-se hoje mesmo um perito grafotécnico!

quero me tornar perito e mudar de vida

Seja avisado sempre que postarmos novos Artigos aqui no Blog, além de Dicas e Promoções de nossos Cursos. (é Grátis!)

100% livre de spam. Fique tranquilo.

Compartilhar...

Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn