O que é preciso para ser um Perito Grafotécnico ?

Data: 02/03/2020 | Fonte: Nero Perícias

A perícia grafotécnica ou perícia grafoscópica é um tipo de perícia que identifica se uma determinada escrita foi feita a partir do punho de uma pessoa em suspeita ou não. O procedimento consiste em comparar o documento com a escrita suspeita com outros documentos com a escrita autêntica desta pessoa em investigação.

O que é preciso para ser um Perito Grafotécnico ?

O profissional que tem a capacidade de fazer este procedimento é o perito grafotécnico. É ele quem aplicará os exames grafotécnicos nas escritas e depois será capaz de analisar os resultados a fim de estabelecer se a escrita é ou não da pessoa investigada.

Se você gostou do tema e quer saber o que é preciso para ser um perito grafotécnico, continue a leitura deste artigo!

O que é Grafotécnica ?

A perícia grafotécnica que comentamos anteriormente é um procedimento pericial com base na ciência da Grafocopia ou Grafotécnica. Esta ciência faz parte de uma ciência maior, a Documentoscopia, e tem como objetivo detectar a autenticidade e o verdadeiro autor de uma escrita, seja num texto completo ou apenas em uma rubrica.

Isto é possível porque a escrita é individual, como uma impressão digital. Sendo assim, por mais que uma outra pessoa tente imitar uma escrita, com a perícia grafotécnica, é muito simples identificar a falsificação.

Onde surgiu a grafotécnica ?

A grafotécnica surgiu com Edmond Solange Pellat, considerado o pai da Grafoscopia, que foi quem utilizou o pensamento de Preyer de que "A escrita é um Ato Cerebral" e estabeleceu as leis do grafismo, formulando em seu livro Les Lois de L´écriture as quatro leis que respaldam a Grafoscopia, baseando-se no princípio fundamental de que o grafismo é individual e inconfundível.

O primeiro principio fundamental que ele ditou diz que “A escrita é Individual”, ou seja, ela é resultante de estímulos cerebrais que determinam movimentos e estes criam as formas gráficas.

Embora o cérebro de todos indivíduos sejam anatomicamente iguais, a sua função varia de pessoa para pessoa. O mesmo ocorre com o sistema somático (neurônios, sistema nervoso).Portanto, ambos tendem a variar para o infinito e, também a escrita tbem varia para o infinito (ou seja não há uma escrita igual a outra). Se assim não fosse, a perícia grafotécnica, que é Universal, não teria o menor valor.

O segundo princípio fundamental diz “As leis da Escrita independem do Alfabeto Utilizado”. A escrita é resultante de estímulos cerebrais que determinam a criação de formulas alfabéticas. Os estímulos são particulares a cada punho e, por isso, os são os movimentos.

As formas alfabéticas variam de tipo para tipo. Nestas condições o que interessa ao perito é a movimentação do punho e não a forma gráfica. Se não fosse assim, as assinaturas não integradas de caracteres definidos não poderiam ser examinadas.

Como é feita a perícia grafotécnica ?

A Perícia Grafotécnica é feita por confrontação; de um lado temos a Peça Questionada (ou Peça de Exame), que é o documento a ser periciado e de outro precisamos de documentos com a escrita autêntica da pessoa em que estamos querendo saber se é o autor ou não da escrita (nesta Peça Questionada).

A cada um destes documentos com escrita autêntica que serão usados para confrontar a Peça Questionada, damos o nome de Padrão de Confronto. Outras nomenclaturas usadas são Paradigmas, peças de comparação ou peças de confronto.

A Perícia então consiste em fazer os testes grafoscópicos na Peça Questionada e nos Padrões de Confronto e, em seguida, anotar quais testes são convergentes e quais são divergentes.

Se, ao final, tivermos mais testes convergentes então indica que a escrita na Peça Questionada partiu do punho do autor dos Padrões de Confronto, ou seja, a escrita é verdadeira.

Se a maioria dos testes derem divergentes, indica então que a escrita é falsa (ou que não partiu do punho do autor dos padrões de confronto utilizados na perícia). Simples Assim!

Onde é usada a perícia grafotécnica ?

A perícia grafotécnica é usada em diversas situações, como por exemplo detectar a autoria de cartas anônimas, detectar se um atestado médico foi falsificado, detectar se uma prova de vestibular ou exame foi realmente feito pelo candidato, mas sua maior aplicação é para identificar se uma assinatura foi falsificada ou não.

Ela é muito usada na esfera judicial, seja para apurar a autenticidade ou falsificação de uma assinatura em contrato comercial, nota promissória, alteração de contrato social, procuração, escritura de venda e compra de imóvel, etc.

Quanto custa uma perícia grafotécnica ?

Se você quer saber qual o valor de uma perícia grafotécnica, saiba que varia muito, seja pela complexidade ou pelo contexto. Uma perícia particular, por exemplo, de uma assinatura simples não sai por menos de R$ 2.500,00. Para assinaturas mais complexas este valor pode triplicar ou ser ainda maior.

Se a perícia for no âmbito jurídico, ou seja, feita pelo perito judicial, o valor médio para se periciar uma assinatura é de R$ 4.000,00.

Há que se considerar ainda o valor do serviço de assistência técnica que consiste em dar apoio técnico em grafotécnica à parte de um processo judicial. O trabalho, neste caso, consiste em formular quesitos (que são perguntas direcionadas ao perito judicial), acompanhar a colheita de material feita pelo perito do juiz, analisar o laudo judicial e emitir o parecer técnico, que poderá ser concordante ou discordante. Este trabalho não sai por menos de R$ 3.500,00.

Quem pode fazer a perícia grafotécnica ?

O profissional que pode fazer a perícia grafotécnica é o perito grafotécnico. Só ele tem a competência para aplicar os exames grafotécnicos, como exames de ataque e remate, calibre, espaçamento gráfico, hábitos gráficos, inclinação axial e outros.

O perito grafotécnico pode atuar tanto para o judiciário, como perito judicial grafotécnico como também para as partes de um processo, como perito assistente técnico ou ainda como perito particular para clientes privados em geral, como grandes empresas, bancos, corretoras de valores, etc.

O mercado de trabalho é bem amplo para este perito e a demanda também é muito grande, como podemos ver nas reportagens abaixo:

perito grafotécnico

quanto ganha um perito grafotécnico

perícia grafotécnica

como ser perito grafotécnico

Qual o salário de um Perito Grafotécnico ?

O perito grafotécnico não trabalha registrado e, portanto, não ganha salário. Este perito trabalha por demanda, ou seja, toda vez que seus trabalhos são necessários ele define o quanto quer ganhar pelo serviço e, se aprovado o valor, ele executa a tarefa e recebe a quantia acordada.

Como perito judicial, por exemplo. o juiz ao fazer sua nomeação para atuar em determinado processo, já o questiona sobre seus honorários. O perito, então, protocola uma petição informando se aceita ou não a demanda e, em caso de aceite, já apresenta seus honorários. Há casos em que as partes podem questionar o valor dos honorários propostos, mas caberá ao juiz dizer se aceita ou não.

Como perito particular ou assistente técnico o perito deve negociar seus honorários diretamente com seu cliente.

Seja qual for o cliente o perito grafotécnico sempre atuará como autônomo.

Seus ganhos podem variar de acordo com o tempo que se dedica à função, mas em média um perito grafotécnico tem ganhos de R$ 20 mil mensais.

Possibilidade de atuar nas horas vagas

Como o perito não é registrado e não tem que cumprir horário, ele pode exercer a profissão nas horas vagas, em paralelo com outra atividade.

Esta é sem dúvida uma grande vantagem da profissão de perito e, inclusive pode servir como uma segunda fonte de renda ou renda extra.

É preciso fazer concurso público para ser perito grafotécnico ?

Uma dúvida muito comum das pessoas que se interessam pelo tema da Grafoscopia é se é preciso fazer concurso público para ser perito grafotécnico.

A resposta é Não, não é preciso fazer concurso público para ser perito grafotécnico.

O racional é simples: se o perito é um profissional autônomo não faz sentido ter que fazer concurso público. O concurso público só é aplicável quando um profissional vai assumir um cargo público, ou seja, vai ser um servidor público; e este não é o caso do perito grafotécnico.

O que é preciso para ser um Perito Grafotécnico ?

Apesar de parecer uma atividade complexa (e não é), para se tornar um perito grafotécnico o processo é bem simples: basta fazer um curso de pericia grafotécnica online, de 22 horas apenas!

Isto mesmo, para ser um profissional na área da grafoscopia basta fazer um curso de pericia grafotécnica e ele pode ser feito à distância, pela internet!

Qualquer pessoa pode ser tonar um perito grafotécnico e gozar de todas as vantagens da profissão!

Quanto custa o curso de perícia grafotécnica ?

Outra grande vantagem da profissão é o baixo custo para se formar. Enquanto outras profissões exigem um alto investimento com mensalidade de faculdade por 4 ou 5 anos, compra de livros caríssimos, aluguel de moradia próximas ás faculdades, etc, o investimento para se tonar um perito grafotécnico é muito baixo.

O curso de perito grafotécnico (único requisito para poder atuar como perito na área) custa entre R$ 1.200,00 e R$ 1.500,00; no entanto há opção mais baratas de curso no mercado.

Na Nero Perícias, um dos principais escritórios de perícia de São Paulo, o curso pode ser feito por apenas R$ 669,00 e este valor pode ser pago em 3 vezes sem juros de R$ 223,00.

Quais as vantagens de ser perito grafotécnico ?

Acima já enumeramos diversas vantagens da profissão de perito grafotécnico, mas vale a pena aqui reforça-las e citar algumas outras:

  • Excelentes ganhos: como já vimos um perito grafotécnico tem, em média, ganhos de R$ 20 mil mensais, mas dependendo de sua dedicação à atividade estes ganhos podem ser bem maiores;

  • Segunda fonte de Renda ou Renda Extra: como já vimos há a possibilidade de exercer a profissão nas horas vagas, em paralelo com outra atividade. Assim esta profissão pode ser usada como segunda fonte de renda ou renda extra;

  • Baixíssimo investimento para se formar: como já vimos o valor do curso de perícia grafotécnica é muito baixo se comparado aos cursos necessários para se formar em outras áreas;

  • Nova profissão em apenas 22 horas: também como já foi visto para se formar como perito bastam 22 horas de estudo.

  • Permite ter mais tempo com a família: como a profissão pode ser exercida nas horas vagas o profissional pode ter mais tempo com a família, acompanhar o crescimento dos filhos, etc.

  • Trabalhar no mercado aquecido, com grande demanda e falta de profissionais: como vimos nas reportagens, a profissão de perito grafotécnico é uma profissão em alta neste ano de 2020, pois faltam profissionais e sobram oportunidades.

Onde fazer o curso de perito grafotécnico online ?

Como já exposto acima, o curso de perito grafotécnico pode ser feito na Nero Perícias.

A empresa criou um hot site específico de seu curso que pode ser acessado em https://cursodeperitografotecnico.com.br/.

O processo de inscrição é muito simples: basta clicar no botão Inscreva-se e preencher o formulário de inscrição com nome, telefone e e-mail do candidato.

Depois de preenchido basta clicar no botão “próximo passo” para ser redirecionado ao site da hotmart para fazer o pagamento. Se o candidato tiver dúvidas pode ligar diretamente na empresa no telefone (11) 2829-8767 ou (11) 93140-1000 (WhatsApp).

Assim que feito o pagamento o aluno recebe então os dados de acesso á plataforma de ensino. Nela o aluno poderá assistir as vídeo-aulas a partir de seu computador, tablet ou celular.

Em caso de dúvidas o aluno poderá acionar o professor diretamente.

A partir da aula 10 o aluno poderá baixar a apostila, o modelo de laudo pericial e alguns modelos de petições.

Ao final, depois de concluídas as aulas, o aluno recebe o certificado de conclusão do curso, que possui validade em todo o Brasil.

Se inscreva no curso agora mesmo e ganhe brindes incríveis e exclusivos

Se você for rápido e se inscrever agora mesmo no curso de perícia grafotécnica online da Nero Perícias irá ganhar 3 (três) brindes fantásticos e exclusivos:

bonus receita do passo a passo de como fazer a pericia grafotecnica

Receita de Bolo de Como Fazer
a Perícia Grafotécnica

Aprenda o passo a passo de como fazer a Perícia Grafotécnica.

Este manual é o guia definitivo e perfeito para que não se perca nos exames grafoscópicos.

aula bonus como se cadastrar no tribunal de justica para atuar como perito judicial grafotecnico

Aula Bônus: como se cadastrar no Tribunal de
Justiça para atuar como Perito Judicial Grafotécnico

Excelente aula para quem está começando na área. Com esta aula você aprenderá a como se cadastrar nas diversas varas judiciais e a começar a atuar como Perito Judicial.

Inclui ainda um modelo de carta de apresentação para entregar nas varas que não possuem sistema de cadastro eletrônico.

aula bonus Como divulgar e atuar como assistente tecnico grafotecnico

Aula Bônus “Como divulgar e atuar como Perito
Assistente Grafotécnico”

Nesta aula você aprenderá o que faz um Assistente Técnico, como atuar e como divulgar seus serviços e atrair clientes!

Tudo de forma simples e descomplicada. Com esta aula você abre um novo mercado de atuação e, consequentemente, aumenta seus ganhos!

Se não gostar, devolvemos seu dinheiro!

curso de perícia grafotécnica com garantia

100% SATISFAÇÃO GARANTIDA OU SEU DINHEIRO DE VOLTA

Fique tranquilo, se achar que o curso não é para você, basta dizer que terá 100% de seu dinheiro de volta!

Isso mesmo, experimente o Curso de Formação de Perito Grafotécnico por 7 dias e, se você não ficar satisfeito, seu dinheiro será devolvido Imediatamente, sem questionamentos e sem burocracia.

Com uma garantia tão boa quanto esta, impossível você não adquirir o curso agora mesmo! Você não tem nada a perder. Somente lucros te aguardam!

Inscreva-se agora mesmo e aproveite!

Mude de Vida agora mesmo! Conquiste uma nova profissão que pode ser exercida em paralelo com a sua atual e que te dá ganhos de R$ 20 mil mensais ou mais.

Quero me tornar um Perito e mudar de Vida!






Leia também: