Quanto ganha um perito grafotécnico ?

Data: 17/02/2020 | Fonte: Nero Perícias

Se você chegou até este artigo é porque deve estar se perguntando: quanto ganha um perito grafotécnico ? O que posso adiantar é que o retorno financeiro é muito bom, mas leia o artigo até o final para descobrir, além desta, outras vantagens desta profissão em alta.

A profissão de perito grafotécnico é hoje uma das melhores profissões para se atuar e, por isso, foi destaque nas principais mídias do país, como Veja, Exame, portal Terra e R7.

quanto ganha um perito grafotécnico

como ser perito grafotécnico

perito grafotécnico

perícia grafotécnica

Quero me tornar um Perito Grafotécnico

Possibilidade de trabalhar apenas nas horas vagas

Um dos motivos de destaque desta profissão é que ela pode ser exercida em paralelo com outra atividade, nas horas vagas, pois o perito grafotécnico não precisa cumprir horário e pode executar suas tarefas em sua própria casa, de acordo com sua disponibilidade, nas horas vagas.

O Perito grafotécnico trabalha como um free-lancer; se ele atua como perito judicial, em um processo judicial, o juiz o nomeia para exercer a função e ele tem 05 dias para informar ao juiz se aceita o encargo e informar quanto quer ganhar para fazer o trabalho; tudo isso é feito eletronicamente, através do site do tribunal de justiça. Basta o perito acessar o site do tribunal através de um login e senha que cadastrou previamente e informar ao juiz se aceita e o valor de seus honorários; tudo se forma simples e rápida, sem que tenha que sair de sua casa.

Da mesma forma é para os peritos que atuam na esfera extra-judicial, atendendo empresas, escritórios de advocacia e bancos. O cliente geralmente envia o documento a ser periciado por e-mail ou WhatsApp e o perito analisa e define o valor de seu trabalho; uma vez aceito o valor pelo cliente, o perito pode fazer a perícia em sua própria casa, precisando para isso algumas lupas, régua, papel milimetrado e outros equipamentos para perícia grafotécnica.

Alta demanda & falta de peritos grafotécnicos

Outro motivo que faz esta profissão ser tão cobiçada é a alta demanda por perícia grafotécnica no Brasil.

O país é hoje o 2º do mudo em números de golpes e falsificações; tanto que é comum vermos noticiários na TV de casos de falsificação de assinatura de idosos em emprestimos bancários, de assinaturas em escritura de compra e venda de imóves, contratação de seguros e muitos outros, como nos casos de grande repercussão mostrados abaixo.

JBS é acusada de falsificação de assinatura

Seguradora é condenada por falsificar assinatura

Para todos estes casos em que envolve a falsificação de assinturas é necessária a figura do perito grafotécnico para atestar pela falsidade ou não do lançamento caligráfico.

E uma outra característica que faz desta profissão, a do perito grafotécnico uma profissão em alta é justamente esta forte demanda e, por outro lado, a falta de profissionais na ativa; ou seja, sobram oportunidades e faltam profissionais.

Facilidade para se tornar um perito grafotécnico

Também a facilidade de ser tornar um perito grafotécnico é outro fator que faz da profissão uma das mais promissoras da atualidade: para ser um perito basta fazer um curso de 22 horas aula. E o melhor, este curso pode ser feito pela internet, através de um computador, tablet ou celular.

Isto mesmo, diferentemente de outras profissões em que é necessário fazer uma graduação de 04 ou 05 anos, para estar habilitado a exercer a atividade de perito grafotécnico é preciso apenas fazer um curso de perícia grafotécnica de 22 horas/aula.

No Brasil não existe faculdade de perícia grafotécnica, somente cursos livres, que não precisam de autorização do MEC para serem ministrados.

A profissão de perito grafotécnico também não é regulamentada e, por isso, para exercer a atividade basta provar seus conhecimentos na matéria; e isso é feito com um curso livre de 22 horas/aulas.

Curso de perito grafotécnico barato

Há ainda que se falar do preço do curso. Ele é muito mais barato que a mensalidade de uma faculdade.

Estes motivos por si só já são o bastante para fazer da profissão de perito grafotécnico uma das melhores profissões da atualidade, mas há ainda outro melhor do que todos juntos: os altos ganhos (alto retorno financeiro) que a profissão possibilita!

Mas afinal, quanto ganha um perito grafotécnico ?

O perito grafotécnico não ganha salário fixo; seus ganhos é por perícia realizada. A perícia em uma assinatura simples não sai por menos de R$ 2.500,00 e este valor pode triplicar no caso de assinaturas mais complexas. Uma assistência técnica (trabalho onde o perito empresa seu conhecimento técnico) não sai por menos de R$ 3.500,00. Veja abaixo alguns exemplos de decisão quanto aos honorários em tribunais; para cada exemplos há o número do processo que poderá ser consultado direto no site do Tribunal.

honorários periciais

honorários periciais

honorários periciais

Os valores acima são para trabalhos prestados à Justiça, ou seja, para um perito judicial a trabalho para um juiz. Já para os peritos grafotécnicos que trabalham para as partes (como assistente técnico) ou para clientes particulares (grandes empresas, cartórios, bancos, etc), os honorários costumam ser maiores.

No entanto, seja trabalhando para o juiz, para as partes ou outro cliente em particular, um perito grafotécnico tire R$ 20 mil ou mais mensais tranquilamente. Sem dúvida, um excelente rendimento para uma profissão tão simples de atuar.

Se interessou em se tornar um perito grafotécnico ? Então dá uma olhada no curso de perito grafotécnico que preparamos para você.


Quero me tornar um Perito Grafotécnico




Leia também: